quarta-feira, junho 17, 2009

Drop

Porque o amor só pode ser simples para quem simplesmente nunca se atreveu a amar...
Todo o sorriso que morre tem que renascer da última lágrima até que o nosso rio chegue a um fim...
Porque o amor só pode ser chuva quando refresca e sol quando nos aquece...mas de pouco serve se numa tempestade não fizer dos braços um guarda-chuva para nos abrigar e se dos girassois desfolhados não guardar uma única semente...
Toda a magia se extingue quando o olhar desconhece o que era uma sombra de nós próprios de tanto a vermos ao espelho...depois sopramos o pó que ficou nas lembranças e nas marcas que ainda te parecem querer perfumar a pele... Trocamos de rosto...vincamos decisões e explicações sem nada saber para além de uma carne que sabe a vinho do Porto envelhecido....ironicamente sentimos que estamos mais sóbrios do que nunca e mergulhamos no desconhecido outra vez cheios de coragem...

* my sweet child

Daniela Pereira
Direitos Reservados

4 comentários:

Margarida Piloto Garcia disse...

Perco-me sempre nas tuas palavras.

blueiela disse...

:) Eu ando constantemente perdida no mundo delas...fujo dos silêncios que me calam...

beijinhos

blue

Paula Raposo disse...

Gostei de te ler...a coragem de continuar. Beijos.

Luís Miguel - flautas disse...

e eu encontro-me sempre nas tuas palavras

(quase sempre)