terça-feira, abril 14, 2009

Conjunções despropositadas




Tenho tantas palavras entaladas cá por dentro..que o melhor é trincá-las com força quando tocarem nos meus dentes.

Prefiro migalhas a pedras duras..prefiro pão tostado a um pedaço de chão. E as palavras rimam e nada dizem umas às outras...conheço-as assim. Pesadas no toque e doces no olhar..meras palavras.Conjunções despropositadas e pronomes por vezes tão impessoais que de longe não me parecem descrever nenhum pedaço de gente...mas ao perto sou um micróbio debaixo de uma lente que o tempo não consegue ampliar. E fico assim..pequena a abraçar alguma poeira que deixei cair...

Prefiro cravos vermelhos às margaridas amarelas...prefiro um mar resmungão aos calados rios turvos. E as palavras não rimam e tudo dizem umas às outras mas esqueceram-se de aprender a ouvir aquela letra minúscula que ficou presa ao teu rodapé...E ela balança..balança e o vento não lhe pede para voar e ela casmurra vira-se de pernas para o ar só para contrariar...

E as palavras rimam e chocam umas com as outras..acho que querem dançar..mas há quem diga que querem mesmo é fugir da vergonha. De boca fechada sempre serei o vosso destemido ninho...



Daniela Pereira in "Despropósitos aceitáveis"
Direitos Reservados

2 comentários:

C. Maurício disse...

E porque não: "Prefiro belas e despretenciosas frases ao blá-blá-blá de sempre da internet..."

Parabéns pelo blog!

blueiela disse...

Obrigada Maurício:)

Tenho este vício...de falar através das palavras e nunca através de silêncios...

Volta sempre

beijos

daniela