sexta-feira, janeiro 05, 2007

Jazem num leito de papel...




Hoje doem-me as palavras…
Não me dói a carne ou os ossos
doem-me as palavras nas pontas dos dedos.
Pobres palavras
que destinadas a sofrer de dor na alma
jazem num leito de papel
tão fragilizadas e magoadas
a sangrarem 2000 gotas suicidas por minuto.
E tu, mundo sabes que eu não as quero
deixar sair assim
só porque elas reclamam
que aqui dentro de mim
o sangue está infestado pelas saudades que do teu amor sinto.

Daniela Pereira-5/01/07

2 comentários:

jotape disse...

oi, finalmente venho aki de novo... ja faz um tempao k deixei aki um comente...estas nos meu favoritos, mas nao tenho tido mto tempo no meu dia a dia...mas cm hje arranjei decidi voltar e ver teu mundo e ler tuas palavras k sempre me encantaram;)
gsto mto, cntinua.
bjo jotape

blueiela disse...

Jotape

Obrigado pelas palavras e pela visita :)
Espero continuar sempre a dar boas emoções ao mundo...

beijos

blue