quarta-feira, janeiro 24, 2007

Pelas palavras...eu juro!




Ato-me às palavras que escrevo

deixando-me sufocar aos poucos

e numa punição merecida

escrevo o que me chega à boca.

A noite está aqui ao pé de mim

e com o seu ar contemplativo

vai-me apalpando os dedos transpirados.

Enquanto ela lhes percorre a pele

desce-lhes em vão o suor

até à ponta das unhas

no esforço de me calarem os sentimentos no peito.

Mas eu não posso calar esta indignação

que me percorre a carne ate aos ossos

e se não a posso explodir com um pavio curto

então... faço-a em pedacinhos à minha maneira!

Hei-de vê-la rendida num canto qualquer do papel

suplicando que a poupe de um perdão

só pelo desejo de morrer mais depressa.

Por isso Noite...

Diz às tuas palavras mulatas

que mesmo com os dedos adormecidos de cansaço

ficarei com elas ate que chegue o teu fim.



Blueiela



 

2 comentários:

Unicus disse...

E dessa forma, não haverá fim..

blueiela disse...

Unicus :)

Obrigado pela visita ao Devaneios...
Parece que tens razão...desta forma nunca conseguirei dar um fim ás palavras. Mas eu gosto delas e desconfio que elas por vezes também gostam de mim:)

beijinhos
blueiela