sábado, dezembro 15, 2007

Pede-se um minuto de silencio...




Perdem-se as palavras nas margens de um rio calado...

E pedem-se razões às pedras que as vêem passar tão silenciosas.

Atropelam-se os peixes de boca aberta

E com o peso de um ponto final

Deixam-se ir ao fundo...

Inebriados por um anzol de ideias brilhantes.

Batem-me à porta ...

E eu tenho a garganta cansada!

Diz um grito sufocado

Aos ouvidos empedrados na parede da sala.

Tocam as horas num relógio sem ponteiros

Porque o tempo não se pode marcar

Com dedos de metal

E as palavras já sorriem destemidas

Sem o tempo a vigiar-lhes as costas...

Pede-se um minuto de silêncio...

Que as palavras hoje querem divagar.

Daniela pereira

Direitos Reservados



Foto por Nuno Reis in http://www.noir-sur-blanc.blogspot.com/

2 comentários:

CUCHHHI disse...

que maravilla!
un besazo

blueiela disse...

Gracias:)


besos