quarta-feira, abril 23, 2008

As maçãs do Paraíso têm bicho da fruta...




Se a lua quiser ouvir os meus passos...

hoje estará surda na escuridão...

Não caminho...

deambulo...rastejo...tropeço...

mas não firmo o chão.

Há um gemido a menos no quarto

e o meu sonho não se vem...

esquecem-se os abraços prolongados...os dedos que se tocam...

o corpo entregue com pele e perfume...

os olhos que respiram alma em todas as sombras...

mas o meu sonho acha que não consegue vir

então foge do meu peito

quiçá livre e solteiro

com o sorriso à mostra nas traseiras

ou com as lágrimas coladas à porta da frente...



Segredos trocados...

feridas lambidas num beijo...

inseguranças reveladas ao lume...

carinhos pintados de olhos fechados ...

o mar a bater nos corpos em contra-mão...



A lua está rota e o luar afinal é reflexo de um vidro riscado...

O sol é quente porque usa termo ventilador atrás das nuvens e os seus raios são só vapor...

As maçãs do Paraíso têm bicho da fruta e a Eva tem o coração podre...

Os desejos são confeccionados com chocolate branco mas o seu recheio é feito de dor negra...

A ternura é bem acolchoada nos abraços,mas afinal é forrada com penas doces e só por isso nos aquece um pouco...

Somos drogados por voar com tão pouco no peito...

Deixa-me rasgar uma ou duas palavras da boca

mesmo que a sua falta me deforme o poema...

para os Deuses sou imperfeita

o que custará em mim descobrir mais uma imperfeição?

Até no Paraíso temos lama nos pés...



Daniela Pereira

Direitos Reservados

Foto by DeviantArt-http://terraregina.deviantart.com/art/broken-hearts-and-red-spades-83363998

8 comentários:

luna disse...

belo, sinfónico...original...assim o pegado

kimikkal disse...

Achei o tíulo genial!

kimikkal disse...

Título genial!

jorge silva disse...

não vou comentar este poema em particular, mas quis dizer que li vários dos teus poemas neste blog e também visitei o site do teu livro "cortar as palavras..." e gostei muito do que encontrei. parabéns!

blueiela disse...

luna,kimikkal e jorge :)


Muito obrigado por terem passado aqui no Devaneios...só assim faz sentido ter este cantinho.
Muito obrigado pela força e pelo carinho

beijos

daniela

AnaMar disse...

De passagem, um poema inspirador.
Sem sombra de pecado...
Um beijo

blueiela disse...

AnaMar


:)Muito obrigado pelas tuas palavras e pela visita inspirada ao Devaneios...
Serás sempre muito bem vinda a este cantinho...
Parabéns também pelo teu espaço...vou passar por lá com mais tempo e apreciar as tuas palavras...

beijos

daniela

Xavier Zarco disse...

Até no Paraíso temos lama nos pés
Daniela Pereira


não há caminhos fáceis ninguém dá
nada a ninguém
tudo tem um preço é assim o mundo

a mão que te dão quantas vezes nega
o impulso de te erguer

mas vai constrói teu barco segue o rumo
aquele que em ti sentes como teu

sendo certo o não
nada há a perder

nada

bem sabes
que até no paraíso
esse com que te iludem os sentidos
com que te turvam a razão
a lama persistirá
sob e sobre os teus pés


Xavier Zarco