terça-feira, agosto 02, 2005

Eu reflectida na tua janela



Não me conheces...
Ninguém me conhece por inteiro.
Porque sou apenas mais um caco
daquele vaso partido na sala.
E é o pedaço mais bonito,
o que tem mais cor que exibo cheia de orgulho
nas mãos esmaltadas com palavras...
Aquele pintado com sorrisos nas pétalas
e ilusões nas folhas.
Mas se olhares de perto
vais notar os cortes
que fiz nos joelhos
quando tentei saltar para o topo do mundo.
Quando quis fugir dos meus medos
e atrever-me a virar para sempre as costas à minha realidade
com toneladas de sonhos aconchegados no peito.
Mas deixei o mundo partir
e fiquei a acenar no cais
enquanto fazia amor com os teus olhos.

Não sabes que danço bem...
Acho que sou a maior bailarina do universo
quando solto o meu corpo
ao som de uma cascata de emoções
e fundo a minha alma às notas que bailam na pista.
Ganho asas quando solitária
serpenteio a carne no calor da noite
e sabe tão bem essa liberdade de borboleta temporária.

Nunca viste a revolta que guardo escondida na gaveta
mesmo por debaixo do caderno dos poemas.
A vergonha de atirar oportunidades pelo chão
como se fossem berlindes coloridos
apenas por não ter coragem de sentir a dor a estalar nos dedos.
É preferível rasgar mais uma folha
e atirar a raiva contra a caneta
para me sentir menos culpada por não tentar.

E sabes que também choro?
Claro que sabes...
Passo o meu tempo a chorar no teu ombro
e a cobrir as tuas palavras serenas com sal.
Sou quase uma nuvem carregada
pronta a molhar qualquer deserto
que se pendure nos meus braços.

Não me conheces...
Porque eu não quero dar-me a conhecer
e adoro imaginar que sonhas com os meus mistérios
sempre que invado sorrateira as tuas noites
com versos perfumados presos às ondas do cabelo.

Daniela Pereira 31/07/05

4 comentários:

Drops disse...

=)
"Não me conheces...
Porque eu não quero dar-me a conhecer"

Ou talvez apenas desejes que as pessoas procurem conhecer-te, sem seres tu a ter que deixar... =)

Às vezes é tão simples conhecer as pessoas, só que ninguém se dá ao trabalho...

Poema lindo Blu... Continuo fascinada pelas tuas metáforas =)

Beijo grande
Drops

Leônidas Arruda disse...

Daniela, seus versos são bálsamos que aliviam a alma em transe. Beijos.

Vespinha disse...

Gostei.Muito.
Vou voltar.

Vespinha

blueiela disse...

Drops,leõnidas e Vespinha

Queria agradecer aos três pela amável visita a este pequeno espaço de devaneios :)

É sempre com um enorme prazer e um imenso carinho que recebo e receberei as vossas palavras de apreço...muitíssimo obrigado.

beijos grandes

Daniela